Postagens

Mostrando postagens de 2017

O cão: o melhor amigo do Ser humano.

Imagem
O cachorro protege seu dono, sua casa e sua saúde.Diversos estudos tëm demonstrado uma ligação direta entre a saúde e até remissão de doenças e o convívio com estes animais que surgiram e se dividiram em diversas raças a partir do convívio com o homem. A presença de cães no convívio familiar pode significar mais saúde mental e física para o indivíduo e para a família.A interação entre os cães e os homensOs cães são os animais que mais interagem com os homens e fazem isso de uma maneira complexa e às vezes sofisticada. Eles parecem compreender atitudes e sentimentos humanos e muitas vezes conseguem fazer-se compreender. Um dos aspectos mais espetaculares e nem sempre notados da interação entre os cães e os homens é que mesmo animais bravios com estranhos são dóceis com seus donos. Isto é, eles “entendem” com quem estão lidando.FAo longo do tempo, podem mesmo vir espontaneamente a entender o que seus donos esperam deles em diversos momentos e transmitem a eles seus próprios desejos. Al…

Um animal de estimação ajuda em nossa saúde?

Imagem
Por mais de  25 anos, pesquisas já mostram que viver com animais de estimação fornece benefícios para a saúde. Animais ajudam a baixar a pressão arterial, a diminuir a ansiedade, aumentam a nossa imunidade e podem até mesmo ajudar na melhoria de nossas relações sociais.Além de proteger sua casa, algumas raças são extremamente ligadas à família, o que promove a integração e a felicidade, naturalmente afetando a saúde. Em especial os cães molossos, como o Cane Corso, o Mastin Napolitano e outros, conjugam a proteção patrimonial com esta característica ímpar de integração familar.1. Combatem alergiasAcreditava-se que se uma família tivesse um animal de estimação, as crianças eram mais propensas a se tornarem alérgicas e que se uma pessoa fizesse parte de uma família já propensa a alergias, os animais deveriam ser evitados. No entanto, um número crescente de estudos têm sugerido que crianças que crescem em uma casa com "animais peludos" - seja um gato ou um cachorro de estimaçã…

Desenvolvimento Infantil

Imagem
Para ter um desenvolvimento normal, a criança precisa de um ambiente acolhedor, harmonioso e rico em experiências. Mas os cuidados para um bom desenvolvimento começam com os cuidados com a mãe no pré-natal e devem continuar a ser promovidos após o nascimento. Também são essenciais a participação da família, da rede social de apoio e das políticas públicas, no sentido de dar suporte e organizar a assistência à criança.O desenvolvimento infantil ano a anoO desenvolvimento infantil tem um ritmo diferente em cada criança, sem que isso prejudique o resultado final. Assim, por exemplo, uma criança pode aprender a ler e a escrever mais cedo que outras, mas isso não significa necessariamente que ao final do processo estará lendo ou escrevendo melhor que aquelas que evoluíram mais lentamente.Contudo, os primeiros anos de vida são fundamentais no desenvolvimento e é neste período que o incentivo ao ganho de autonomia, ao desenvolvimento da própria personalidade e da coragem para enfrentar e ve…

Bexiga Hiperativa

Imagem
A bexiga hiperativa é caracterizada por um conjunto de sintomas urinários que denotam um funcionamento irregular do músculo detrusor da bexiga, levando-a à hiperatividade.A estimativa é de que esse mal afete cerca de 15 a 20% da população.As causas da bexiga hiperativa não são inteiramente conhecidas. Qualquer interrupção na integração da resposta neurológica pode levar à perda do controle normal da função vesical, à urgência e à incontinência urinária.Esse distúrbio é provocado por uma redução da capacidade da bexiga de armazenar a urina. Isso pode acontecer por lesões traumáticas de medula espinhal, hérnias de disco, acidente vascular cerebral, esclerose múltipla, doença de Parkinson, demências, diabetes mellitus, insuficiência cardíaca, infecção urinária, hiperplasia benigna da próstata e cálculos na bexiga.Os fatores de risco associados à bexiga hiperativa ocorrem em pessoas brancas e com diabetes, indivíduos com depressão, idade acima de 75 anos, artrite, terapia de reposição ho…

O inconsciente de Freud 

Imagem
Na teoria psicanalítica da personalidade de Freud, a mente inconsciente é um reservatório de sentimentos, pensamentos, impulsos, e memórias que está fora da nossa consciência.A maior parte dos conteúdos do inconsciente são inaceitáveis ou desagradáveis, tais como sensações de dor, ansiedade, ou conflito. De acordo com Freud, o inconsciente continua a influenciar o nosso comportamento e experiência, mesmo que nós não tenhamos conhecimento dessas influências subjacentes.A mente inconsciente é freqüentemente representada como um iceberg. Tudo acima da água representa o consciente, enquanto tudo abaixo da água representa o inconsciente.Freud acreditava que muitos dos nossos sentimentos, desejos e emoções são reprimidos ou mantidos fora da consciência.Por quê? Porque, ele sugeriu, eles eram simplesmente ameaçadores. Freud acreditava que, por vezes, esses desejos ocultos se davam a conhecer através de sonhos e lapsos de linguagem (os atos falhos ou “lapsos freudianos“).Freud também acredita…

Anti-inflamatórios

Imagem
Os anti-inflamatórios não esteroides (AINES) são substâncias não corticosteroides com ação anti-inflamatória. Os corticosteroides foram as primeiras substâncias que se reconheceu como tendo potente ação anti-inflamatória. No entanto, eles têm importantes e graves efeitos colaterais. Atualmente, os AINES são uma das classes de medicamentos mais usadas em todo o mundo no tratamento das inflamações, especialmente nas patologias osteoarticulares.Os AINES também têm alguns efeitos colaterais indesejáveis, mas menores e mais contornáveis que os dos corticosteroides.As principais substâncias não esteroides que funcionam como anti-inflamatórios são diclofenaco, ibuprofeno, naproxeno, nimesulida, indometacina, cetoprofeno, ácido mefenâmico, piroxicam, celecoxibe e etoricoxibe. Todas essas substâncias apresentam mecanismos de ação semelhantes, com pequenas particularidades entre cada uma delas, e todas têm três efeitos básicos: (1) antipirético (abaixam a febre),

(2) analgésico (reduzem a dor…

Crianças precisam de limites

Imagem
Inicialmente, a criança pequena não suporta qualquer frustração e busca satisfazer prontamente seus desejos, a qualquer custo, ainda que para isso seja necessário invadir os domínios e os direitos de outras pessoas. Só aos poucos, e com sofrimentos, a criança vem a saber até onde pode ir e o que pode ou não fazer, coisa que aprende diretamente dos pais ou de quem cuida dela.Pais muito permissivos têm dificuldades de impor às crianças as medidas restritivas que a ajudam a reconhecer seus limites. Assim, criam filhos que serão pessoas “espaçosas”, intrusivas, sem consideração com os demais e com muitas dificuldades de conviver com frustrações. E, consequentemente, pouco preparados para lidar com os desafios que encontrarão ao longo da vida.Os limites começam a ser estabelecidos desde o nascimento, quando a mãe estabelece uma rotina para a criança: horários relativamente fixos de mamar, de dormir, de banhar-se, etc. É assim que a criança aos poucos vai aprendendo que deve obedecer a reg…

Fitoterapia 

Imagem
O termo fitoterapia tem origem grega, no qual fito (phyto) significa "vegetal" e terapia (therapeia) quer dizer "tratamento". A fitoterapia é a utilização das plantas para tratamento de doenças e recuperação da saúde. Pode-se considerar medicamento fitoterápico toda preparação farmacêutica (extratos, pomadas e cápsulas) utilizando como matéria-prima partes de plantas (folhas, caules, raízes, flores e sementes) com reconhecido efeito farmacológico.
A fitoterapia é considerada uma especialidade médica, que é tratada na área da medicina alopática, ao contrário da homeopatia e da acupuntura, que são terapias alternativas.Diversas pesquisas científicas realizadas comprovam que o "tratamento vegetal" oferece soluções eficazes e mais baratas para o tratamento de doenças. A fitoterapia é comumente utilizada no combate doenças infecciosas, disfunções metabólicas, doenças alérgicas e traumas diversos.
Estudos apontam que o uso de plantas, com fins medicinais, é anter…

Algumas considerações para ajudar a emagrecer

Imagem
Não há como “emagrecer” em apenas uma parte do corpo. O que pode ser feito é eliminar a gordura como um todo e, consequentemente, eliminar gordura também na área desejada. Contudo, os exercícios abdominais são uma opção a mais para quem deseja uma barriguinha menos protuberante. Eles ajudam na definição do abdômen e podem também definir toda a região da barriga.Nenhum regime para emagrecer será bem sucedido se não for acompanhado por atividades físicas regulares. Elas proporcionam a aceleração do metabolismo e a queima mais rápida de calorias. Além disso, são benéficas para sua saúde geral.
Beba bastante água, porque a água aumenta a sensação de saciedade e, assim, ajuda a comer menos. Além disso, ela potencializa as ações do sistema digestivo e favorece o emagrecimento.Mantenha horários certos de comer, dormir, descansar… Seu organismo e seu metabolismo trabalham melhor com ritmos pré-establecidos. Também a sensação de “estar com fome” se reduzirá com um ritmo regular de alimentação.…

Uso de anorexígenos

Imagem
Anorexígenos, anoréticos ou moderadores de apetite são medicamentos à base de anfetamina ou metanfetamina, drogas da mesma classe da cocaína e do crack, usadas com a finalidade de induzir a falta de apetite e, consequentemente, levar a pessoa a comer menos. Ou seja, são os famosos “remédios para emagrecer”.Quase sempre esses moderadores de apetite trazem, além da anfetamina e metanfetamina, que são estimulantes do sistema nervoso central, um outro composto químico para reduzir a ansiedade, como um tranquilizante ou a fluoxetina, por exemplo, o que torna ainda mais complexo o seu uso.Quase sempre o anorexígeno é uma anfetamina ou um derivado da anfetamina, cuja função é inibir a fome. Essa substância química envia uma mensagem para o cérebro de que o organismo está saciado e o cérebro, dessa maneira, “engana” o corpo, enviando-lhe uma mensagem de saciedade.Assim, na falta de uma alimentação adequada, o organismo passa a utilizar as calorias armazenadas no corpo e pode, de fato, gerar …

Deficiência Auditiva

Imagem
Deficiência auditiva é a perda parcial ou total da audição e faz com que a pessoa tenha dificuldade de ouvir diálogos e outros sons.Quanto à intensidade, a deficiência auditiva pode ser moderada, severa ou profunda e quanto à sua natureza pode ser sensorioneural, condutiva e mista. A perda auditiva parcial ou total (surdez) pode ser também unilateral ou bilateral, súbita ou progressiva.A deficiência auditiva pode ser causada por malformação genética ou lesão na orelha ou nas estruturas que compõem o aparelho auditivo.Contudo, as causas mais comuns da deficiência auditiva são os ruídos excessivos duradouros e o envelhecimento.Sofrer perda de audição com a idade é uma ocorrência natural. A capacidade auditiva diminui a partir dos 30 a 40 anos de idade e aos 80 anos de idade mais da metade das pessoas sofre significativamente de deficiência auditiva.Outros fatores causadores podem ser algumas doenças e infecções, certos tipos de síndromes congênitas (de nascimento), alguns medicamentos …

Doenças e o pensamento 

Imagem
A expressão “mente sã, corpo são”, deve ser levada totalmente em consideração, pois a mente e o corpo estão intimamente ligados.Diria que o corpo sadio é fruto da mente sadia.Para muitos, tal ligação não parece evidente, então tratam de cuidar só do corpo ou só da mente, vivendo, então, um enorme equívoco.Percebemos a conexão facilmente, quando paramos para pensar em como nosso corpo reage à ansiedade. Nosso coração começa a bater mais forte e mais rápido do que o habitual, nossas mãos podem começar a tremer e facilmente começamos a suar. Todos estes sintomas aparecem porque a partir da nossa mente estamos colocando o nosso corpo em funcionamento, alterando as nossas constantes de uma forma muito parecida como quando começamos a fazer exercício.A mente é extremamente poderosa, não?Quando a nossa mente está desequilibrada, estamos mais propensos a contrair doenças.Ou seja, a ansiedade ou a depressão são perturbações mentais que podem contribuir para o aparecimento de sintomas físicos i…

Perda de memória 

Imagem
A perda de memória é um dos motivos mais comuns para que as pessoas, especialmente mais idosas, procurem um médico. Muitas vezes, familiares notam e relatam a perda de memória. A principal preocupação para o indivíduo, familiares e médicos é se a perda de memória é o primeiro sinal da doença de Alzheimer, uma forma progressiva e incurável da demência (tipo de distúrbio cerebral). Pessoas com demência perdem a capacidade de pensar com clareza. Em geral, se a pessoa estiver ciente da perda de memória a ponto de se preocupar com ela, a pessoa não tem demência precoce.As lembranças podem ser armazenadas na memória de curto prazo ou de longo prazo, dependendo de quais são e quão importantes são essas lembranças para a pessoa. A memória de curto prazo reserva algumas informações de que o indivíduo precisa temporariamente, como uma lista de compras do mercado. A memória de longo prazo, como o nome sugere, armazena lembranças (como o nome da escola em que o indivíduo estudou) por mais tempo. …

Afasias

Imagem
A afasia é um distúrbio da comunicação adquirido que interfere na capacidade de processamento da linguagem, sem afetar a inteligência. A afasia prejudica a capacidade de falar e de compreender outras pessoas, e, em muitos casos, também compromete a leitura e a escrita.
 A causa mais comum da afasia é um acidente vascular cerebral (cerca de 25-40% das pessoas com acidente vascular cerebral apresentam afasia). Outras causas comuns são os traumatismos crânio-encefálicos, tumores cerebrais ou outros problemas neurológicos. Portanto, na afasia, como resultado de uma lesão cerebral, uma ou mais partes do uso da linguagem deixam de funcionar apropriadamente.A afasia é uma das sequelas mais incapacitantes de um acidente vascular sendo difícil para o doente e para a sua família a adaptação a esta situação. Ela obriga a modificações dramáticas a nível profissional, social e económico, e gera dificuldades de comunicação e distúrbios emocionais por vezes graves. Por outro lado, a afasia tem um for…

Esclerose lateral amiotrófica

Imagem
A esclerose lateral amiotrófica (ELA) é provocada pela degeneração progressiva no primeiro neurônio motor superior no cérebro e no segundo neurônio motor inferior na medula espinhal. Esses neurônios são células do sistema nervoso especializadas que, ao perderem a capacidade de transmitir os impulsos nervosos, dão origem à doença.Não se conhece a causa específica para a esclerose lateral amiotrófica. Parece que a utilização excessiva da musculatura favorece o mecanismo de degeneração da via motora, por isso os atletas representam a população de maior risco.Outra causa provável é que dieta rica em glutamato seja responsável pelo aparecimento da doença em pessoas predispostas. Isso aconteceu com os chamorros, habitantes da ilha de Guan no Pacífico, onde o número de casos é cem vezes maior do que no resto do mundo. Estudos recentes em ratos indicam que a ausência de uma proteína chamada parvalbumina pode estar relacionada com a falência celular característica da ELA, uma doença relativame…

Deficiência Intelectual

Imagem
No passado, a deficiência intelectual era conhecida por outras denominações: oligofrenia, idiotia, imbecilidade e retardo mental. Com o tempo, esses termos se tornaram pejorativos e foram substituídos por Transtornos do Desenvolvimento Intelectual ou Deficiência Intelectual.A deficiência intelectual (ou cognitiva) é uma situação geralmente congênita ou precocemente adquirida na infância (no máximo, o início deve ocorrer antes dos 18 anos de idade) em que a pessoa tem dificuldades para resolver problemas, compreender ideias abstratas, estabelecer relações sociais, compreender e obedecer a regras e realizar atividades cotidianas. Essas habilidades estão ligadas à inteligência, envolvem raciocínio, planejamento e organização. A deficiência intelectual é, pois, uma situação de inteligência baixa, comprometendo outras áreas da vida.Há várias razões para deficiência intelectual, sendo que as causas genéticas, congênitas, gravídicas e perinatais são as mais comuns. A desnutrição severa da c…

Alterações cognitivas após o AVC 

Imagem
O Acidente Vascular-Cerebral (AVC) é uma condição neurológica súbita que afeta uma área particular do cérebro, levando à perda de função dependente dessa mesma área. É um dos problemas neurológicos agudos mais comuns e uma das causas mais frequentes de internamento hospitalar.Quais as alterações cognitivas que podem surgir após um AVC?A maioria dos AVCs resultam em algum tipo de alteração a nível cognitivo. O padrão de alterações cognitivas depende essencialmente da área lesada. 
Como sabemos, o nosso cérebro recruta áreas difusas e coordena-as de forma integrada para realizar uma tarefa. No entanto, existe alguma especialização funcional no cérebro. Quer isto dizer que algumas áreas têm um papel mais importante na integridade de determinadas funções cognitivas. Por exemplo, a maior parte das pessoas têm as funções linguísticas lateralizadas à esquerda no cérebro. Mais especificamente, o lobo temporal esquerdo tem um papel muito importante na linguagem.De forma geral, após um AVC podem…

Morte encefálica 

Imagem
Morte Encefálica (ME): É a definição legal de morte. Sendo conceituada como a interrupção completa e irreversível de todas as funções cerebrais, mesmo na presença de atividade cardíaca ou reflexos primitivos.Principais Causas:
Politraumatizados com TCE;
Acidente vascular cerebral (AVCH /AVCI);Tumores cerebrais primários;Anóxia cerebral (afogamentos, pós-parada cardiorrespiratória);Intoxicação exógena.Importância:Estabelecer o plano terapêutico e evitar terapias inúteis;
Fornecer informações seguras aos familiares;Reduzir custos e otimizar a ocupação dos leitos do CTI;Oferecer à família a opção pela doação de órgãos.Protocolo de Morte Encefálica1º) Exclusão de condições clínicas que possam causar interferência no exame clínico:Distúrbios acido-básico e hidroeletrolíticos graves;Alterações hormonais causadoras de coma;Ausência de hipotermia (Temperatura ≥ 36,5oC), hipotensão (PA sistólica ≥ 90 mmHg), intoxicação exógena ou uso de drogas sedativas e bloqueadores neuromusculares (suspender e…