Postagens

Mostrando postagens de 2017

Confusão mental 

Imagem
Confusão mental é a incapacidade que uma pessoa tem de pensar com clareza e agilidade. A confusão está relacionada, também, à sensação de desorientação e a dificuldades para tomar decisões, prestar atenção e lembrar de determinadas coisas.A confusão mental pode ser um sintoma comum a diversos tipos de problemas, desde algumas condições de saúde específicos até consequências decorrentes de um determinado comportamento de risco.Causas - Condições de saúdeTumor cerebral
Concussão cerebralFebreDesequilíbrio entre fluidos e eletrólitos no sangueTrauma ou lesão na cabeçaDoenças neurológicas, como derrame (AVC)InfecçõesFalta de sonoDiabetesHipoglicemiaNíveis baixos de oxigênio (principal em função de distúrbios pulmonares crônicos)Queda brusca da temperatura corporal (hipotermia)Consumo excessivo de bebidas alcóolicasUso de determinados medicamentosDeficiências nutricionais, principalmente de niacina, tiamina, vitamina C e vitamina B12.

Teníase

Imagem
A teníase é uma doença causada pela tênia, um platelminto da Classe Cestoda, representada por parasitas intestinais. Em razão deste modo de vida, esses indivíduos (acima) não possuem sistema digestório, uma vez que absorvem nutrientes digeridos pelo hospedeiro.Usualmente, consideramos duas espécies de tênias: a Taenia solium, que parasita suínos e a Taenia saginata, parasitando bovinos. Ambas possuem corpo dividido em vários anéis denominados proglótides e na extremidade anterior, denominada escólex, há presença de ventosas que auxiliam na fixação do animal. A Taenia solium, possui nesta região, ainda, ganchos cujo conjunto é denominado rostro, auxiliando também na fixação.
As tênias são hermafroditas, uma vez que cada proglótide possui sistema reprodutor masculino e feminino.No ciclo da teníase, o animal humano é o hospedeiro definitivo e suínos e bovinos são considerados hospedeiros intermediários. No hospedeiro definitivo, o animal adulto fica fixado às paredes intestinais e se auto…

Esofagite erosiva

Imagem
A esofagite erosiva é uma inflamação aguda ou crônica da mucosa do esôfago, órgão do aparelho digestivo responsável pelo transporte dos alimentos entre a faringe e o estômago. Existem diferentes tipos de esofagite erosiva: (1) esofagite infecciosa, (2) esofagite de refluxo, (3) esofagite medicamentosa, (4) esofagite eosinofílica e (5) esofagite estenótica.

Há várias causas de esofagite erosiva: infecção por bactérias, vírus ou fungos; refluxo ácido do estômago para o esôfago, quando a válvula localizada entre os dois órgãos não funciona adequadamente; certos remédios que são consumidos por via oral, os quais podem acabar ocasionando problemas na parede do esôfago se tiverem um contato mais demorado com ela; acúmulo de agentes eosinófilos no esôfago e ingestão de substâncias cáusticas ou ácidas, que podem provocar redução do diâmetro interno do esôfago.

Os principais fatores de risco associados ao surgimento da esofagite erosiva são obesidade, gravidez, ingestão acidental ou voluntári…

Depressão pós parto

Imagem
A depressão pós-parto é surpreendentemente comum. Estima-se que ela afete cerca de 10 por cento das mulheres que tiveram bebê. Os sintomas incluem ansiedade, falta de energia e mudanças no padrão de sono e de alimentação. 
Depressão é uma doença como outra qualquer, que exige tratamento, incluindo remédios e terapia.Acima de tudo, depressão pós-parto não é culpa da mulher, nem significa rejeição ao bebê. A depressão pós-parto é bem mais séria do que uma melancolia passageira. A grande maioria das mulheres se sente triste nas primeiras duas semanas depois do parto, no chamado blues puerperal, mas é uma melancolia que vai embora sozinha. No caso da depressão pós-parto, a tristeza e a falta de energia não melhoram conforme o tempo passa. A mulher não vê graça em quase nada: as situações prazeirosas são cada vez mais raras. 
É importante que a mulher ou algum familiar reconheçam logo a depressão, para que ela receba o apoio e o tratamento necessários. Sem tratamento, a depressão pode durar …

Colangites

Imagem
Colangites são inflamações dos canais biliares, tubos que transportam a bile (um líquido produzido pelo fígado) do fígado para a vesícula biliar e os intestinos.

Há três tipos de colangites:
(1) colangite ascendente, causada por infecção bacteriana, geralmente precedida por uma coledocolitíase;
(2) colangite esclerosante primária, de origem autoimune e
(3) colangite esclerosante secundária, devido a outras causas, como cálculos biliares, presença de vermes, AIDS ou complicações com endoscopias na via biliar.

Esta doença foi reconhecida em 1877 por Jean M. Charcot.

As colangites acontecem na maioria dos casos por obstruções das vias biliares em decorrência de cálculos, estenoses ou neoplasias. Menos comumente, as obstruções ocorrem por parasitas, como Ascaris lumbricoides, pela AIDS ou pela coledococele (dilatação de natureza congênita da parte terminal do colédoco).

A colangite também pode ser uma complicação da manipulação endoscópica das vias biliares para fins diagnósticos ou …

Leucemias

Imagem
A leucemia é uma doença maligna originada na medula óssea, local onde as células do sangue são produzidas. Os glóbulos brancos (leucócitos) são as células acometidas e se reproduzem de forma descontrolada, gerando os sinais e sintomas da doença.
As leucemias se dividem nas categorias mielóide e linfóide, de acordo com a célula envolvida. No primeiro caso, deriva da célula-tronco mielóide, e pode ser o granulócito, o eosinófilo, o basófilo, o monócito ou o eritrócito. No segundo caso, o linfócito é a célula doente. Há, ainda, uma classificação de acordo com a velocidade de divisão dessas células: leucemia crônica, quando essa divisão é mais lenta, e leucemia aguda, quando a velocidade é rápida. As leucemias crônicas se desenvolvem lentamente e as células envolvidas são mais parecidas com a célula normal (mais diferenciadas), permitindo que, mesmo doentes, mantenham algumas de suas funções normais no organismo da pessoa. Já as leucemias agudas são de progressão rápida e afeta as células …

Melhorar o sono pode ajudar na saúde mental

Imagem
Um estudo randomizado e controlado, publicado pelo The Lancet Psychiatry, fornece fortes evidências de que a insônia é um fator causal na ocorrência de experiências psicóticas e de outros problemas de saúde mental.

As dificuldades do sono podem ser um fator causal contributivo na ocorrência de problemas de saúde mental. Se isso for verdade, melhorar o sono deve beneficiar a saúde psicológica.

Pesquisadores do Departamento de Psiquiatria, da Universidade de Oxford, pretenderam determinar com este estudo se o tratamento da insônia leva a uma redução da paranoia e das alucinações.

O estudo OASIS foi realizado em 26 universidades do Reino Unido. Estudantes universitários com insônia foram atribuídos aleatoriamente (1: 1), com randomização simples, para receber terapia cognitivo-comportamental digital (CBT) para insônia ou cuidados habituais, e a equipe de pesquisa foi mascarada para o tratamento.

As avaliações online ocorreram nas semanas 0, 3, 10 (fim da terapia) e 22. As medidas de re…

Perda da libido

Imagem
A libido é a energia instintiva que dá origem ao desejo ou impulso sexual de um homem ou uma mulher. Na psicologia, é vista como a energia que direciona os instintos vitais. Ela não está ligada exclusivamente aos órgãos genitais e pode ser dirigida a uma pessoa, objeto, ao próprio corpo ou mesmo a uma atividade física ou intelectual.

A libido é uma das principais motivações dos seres humanos para a perpetuação da espécie. Freud foi o estudioso maior da libido como energia instintiva, embora Jung a tenha classificado como força vital psíquica ou energia vital geral, comparável ao “elã vital” de Bergson. Em termos gerais, contudo, a libido quase sempre é tomada no seu sentido sexual. Seja vista de uma maneira ou de outra, essa energia pode variar em intensidade, para mais ou para menos.

A queda da libido corresponde à diminuição do interesse e da impulsividade sexuais, com diminuição do prazer auferido de práticas sexuais. Em termos populares, pode-se dizer mais grosseiramente que é a …

Infertilidade Feminina

Imagem
Infertilidade é a dificuldade, mas não a impossibilidade total, de uma pessoa, homem ou mulher, em se reproduzir. Esterilidade, por seu turno, implica a noção de incapacidade absoluta de concepção. A infertilidade refere-se à situação em que um casal não consegue obter gravidez, sem o uso de qualquer método contraceptivo, após um ano de relações sexuais frequentes, ao menos 2 vezes por semana, no período fértil feminino.

A chance de um casal fértil engravidar é de 15 a 25% por mês (em um ciclo menstrual) e, assim, após um ano de tentativas essa taxa terá atingido pelo menos 80%. Por isso, deve-se esperar esse tempo para iniciar uma investigação médica sobre infertilidade, sendo que alguns médicos optam por esperar um ano e meio.

Em princípio, a infertilidade é do casal e só se pode falar em infertilidade feminina depois que alguma causa seja localizada na mulher. A dificuldade de engravidar devido a ambos os parceiros atinge aproximadamente 15% dos casais. Costuma-se também diagnosti…

Infertilidade masculina

Imagem
A infertilidade masculina é o motivo de 30% dos casos em que os casais enfrentam dificuldade em ter filhos. As principais razões são:Diminuição do número de espermatozoides, conforme o homem fica mais velho;
Pouca mobilidade dos espermatozoides;Espermatozoides anormais;Ausência da produção de espermatozoides;Vasectomia;Dificuldade na relação sexual;Doenças sexualmente transmissíveis.Para detectar o motivo da infertilidade masculina é realizado o espermograma, exame em que se avalia o sêmen. Na análise macroscópica, são observadas características como cor, odor, viscosidade, volume e PH. Na microscópica, identificam-se concentração, motilidade e morfologia dos espermatozoides. Dessa forma, o espermograma pode permitir a identificação de problemas que levam à infertilidade masculina.Um dos problemas mais comuns na hora de produzir espermatozoides saudáveis é gerado no interior dos testículos, quando há alteração da temperatura local. 
Isso pode ocorrer devido às doenças criptorquidia (pos…

Câncer de próstata 

Imagem
O câncer de próstata, em geral, cresce muito lentamente e grande parte das vezes não produz sintomas na fase inicial, porém, pode-se manifestar através de dificuldade em urinar ou urina escura, por exemplo, que é comum a outros problemas como hiperplasia benigna da próstata.Geralmente, o tratamento pode ser feito com cirurgia, radioterapia ou quimioterapia, dependendo do estadiamento da doença, que quando é descoberta ainda na fase inicial, tem maiores chances de cura.Este tipo de câncer é mais comum a partir dos 65 anos de idade e é diagnosticado através de exames específicos como toque retal, exame de sangue ao PSA e confirmado através de biópsia que é indicada pelo proctologista.
Sintomas do câncer de próstata
Em muitos casos o câncer de próstata não manifesta sintomas na fase inicial, porém na fase mais avançada a doença pode manifestar-se através de sinais como:
Dificuldade em urinar, muitas vezes com jato fraco ou em gotas;Dor ou ardor ao urinar;Vontade frequente de urinar, acordan…

Tosse crônica 

Imagem


A tosse é o principal mecanismo de defesa do pulmão. Ela impede que substâncias estranhas entrem no pulmão e ajuda a eliminar secreção.É normal tossir ocasionalmente. Mas a tosse prolongada ou acompanhada de catarro ou sangue não é normal.
O médico classifica a tosse, por sua duração, em:
Aguda – Quando dura menos que três semanas e, em geral, é consequência de resfriados.
Subaguda – Dura de três a oito semanas, em geral. Também é consequência de resfriados prolongados, mas necessita de avaliação médica.​Crônica – Quando dura mais do que oito semanas e necessita de avaliação médica.CausasSão três as causas mais frequentes de tosse crônica: síndrome da tosse das vias respiratórias altas, asma e refluxo gastroesofágico.
O fumante frequentemente acredita que é normal tossir. Entretanto, a tosse é o sintoma mais característico do câncer de pulmão.
Outras causas de tosse crônica são: bronquite eosinofílica não asmática, uso de um grupo de medicamentos para tratamento de pressão alta conhecido​…

Epilepsia na infância 

Imagem
É sempre um choque quando os pais descobrem que seu filho tem epilepsia. Afinal, a gravidade dos sintomas desta doença, sempre exige dos pais e da criança uma atenção especial.Para a família e para a criança, tanto as convulsões, quanto a antecipação delas podem ser uma condição estressante. Quando não devidamente controladas, as crises podem desestruturar toda a rotina da criança, criando sérios obstáculos ao seu pleno desenvolvimento na escola, na vida social e na família. Além disto, a falta de um diagnóstico e tratamento precoces podem implicar em limitações físicas e mentais que virão a comprometer ainda mais o futuro da criança.
A epilepsia não é uma doença nova. Desde os tempos de Hipócrates, o pai da medicina moderna, já se conheciam esses sintomas que eram entretanto interpretados de forma mística. Apesar do intenso preconceito que até hoje muitos pacientes enfrentam, pessoas brilhantes como o imperador romano Júlio César, além de grandes escritores como Machado de Assis e o c…

Síndrome metabólica

Imagem
A expressão Síndrome Metabólica refere-se a um conjunto de fatores metabólicos que se manifestam num indivíduo e aumentam os riscos de desenvolver doenças cardíacas, acidentes vasculares cerebrais e diabetes mellitus. A Síndrome Metabólica tem como base a resistência à ação da insulina, obrigando o pâncreas a produzir mais insulina e elevando o nível dela no sangue.

Fatores genéticos, excesso de peso (principalmente na região abdominal) e ausência de atividade física contribuem para o aparecimento da síndrome metabólica e indicam a maneira de preveni-la ou combatê-la.

A resistência insulínica, ocorrência central da Síndrome Metabólica, corresponde a uma dificuldade desse hormônio em exercer suas ações, responsáveis por retirar a glicose do sangue e levá-la para o interior das células do organismo. A insulina também é responsável por inúmeras outras funções no organismo, participando, por exemplo, do metabolismo das gorduras, sendo sua ação fundamental para a vida. Geralmente ela está…

Contratura muscular 

Imagem
A contratura muscular é uma contração involuntária, constante e dolorosa de uma parte ou de todo o músculo. O músculo envolvido fica duro, apresenta hipertonia das fibras musculares e limita o movimento das articulações ligadas. A contratura provoca uma dor muscular que pode ser leve ou forte e pode limitar as atividades diárias.lesão,alongamento,espasmoHá muitas causas diferentes para este distúrbio, por isso às vezes é difícil fazer o diagnóstico.Uma contratura muscular é diferente de um alongamento ou do espasmo.Espasmo muscular é uma forte contração involuntária do músculo, é um movimento incontrolado de uma pequena parte do músculo que pode ser vista por baixo da pele.A distensão do músculo é um alongamento excessivo das fibras do músculo que não causa lesão, rasgos ou lacerações do tecido.Os grupos musculares mais afetados são:A panturrilha (gastrocnêmio e sóleo)A parte de trás da coxa (isquiotibiais e outros flexores da perna)Adutor e glácil (interno da coxa, especialmente em j…

Fibromialgia juvenil

Imagem
O reconhecimento das doenças que se manifestam com dor na infância é importante no sentido de se tentar melhorar o desempenho e a qualidade de vida da criança. Dentre essas condições dolorosas destaca-se a fibromialgia que manifesta-se com dor musculoesquelética difusa crônica sem acometimento inflamatório ou envolvimento articular. Na infância a fibromialgia tem sido descrita desde 1985 por Yunus & Masi, sendo que, desde então, diversos autores têm se interessado pelo tema.

As manifestações da fibromialgia tendem a ter início na vida adulta, no entanto 25% dos pacientes referem apresentar sintomas dolorosos desde a infância.

De fato, as queixas musculoesqueléticas são muito comuns na infância e adolescência. Em escolares a prevalência de dores musculoesqueléticas é de 1,2 a 7%, com idade média de 10 anos. Esse diagnóstico torna-se progressivamente mais freqüente com o aumento na faixa etária de 8 a 21 anos. A presença de dores em alguma parte do corpo nos últimos três meses oc…

Paratireóides

Imagem
O termo paratireoides – literalmente, “junto à tireoide” – é uma denominação adequada, mas leva a confusões. O indivíduo menos avisado pode confundir a tireoide, a grande glândula localizada no pescoço e encarregada da manutenção do ritmo de trabalho de todas as células do organismo (controla o metabolismo), com as paratireoides, órgãos endócrinos que têm uma função completamente diferente.Foi somente nos últimos anos do século XIX que se conseguiu diferenciar as funções das paratireoides da atividade da glândula tireoide. Do ponto de vista anatômico a denominação é absolutamente correta, pois as paratireoides são realmente vizinhas da tireoide A rigor, essa localização peculiar teve grande importância na identificação dessas glândulas.Como esporadicamente chega a ocorrer ainda hoje, verificou-se que as paratireoides eram, às vezes, removidas inadvertidamente durante uma intervenção cirúrgica na glândula tireoide. A extração dessas pequenas glândulas era seguida do aparecimento de gra…

Síndrome compartimental

Imagem
Estruturas anatômicas formadas por músculos, nervos e vasos sanguíneos, principalmente nos braços, pernas, mãos, pés e nádegas, são encerradas em “compartimentos” fechados por um envoltório fibroso muito pouco distensível, chamado fáscia. A síndrome compartimental (ou síndrome do compartimento) ocorre quando há o aumento de pressão no interior desses compartimentos.

A síndrome compartimental se deve a fraturas, compressão do membro por talas, gessos ou faixas, traumatismos, esmagamentos ou isquemia de perfusão após uma lesão, queimaduras, hemorragias e infusão de medicação ou punção arterial.

O quadro crônico decorre do copioso esforço realizado por atletas, assim como por pessoas que regularmente fazem determinados esportes, como natação, tênis ou corrida, e que apresentam risco maior de desenvolver este quadro na sua forma crônica. Exercícios físicos intensos, mesmo que episódicos, também aumentam o risco da síndrome compartimental.

Quando há, por exemplo, um inchaço ou sangramento…

Demência senil

Imagem
Demência senil é caracterizada por uma perda progressiva e irreversível das funções intelectuais, como alteração de memória, raciocínio e linguagem, perda da capacidade de realizar movimentos e de reconhecer ou identificar objetos. Todos esses sintomas irão interferir nas atividades profissionais e sociais da vida diária do indivíduo, ocorrendo com mais frequência a partir dos 65 anos de idade.A demência senil é uma das principais causas de incapacidade em idosos. A perda da memória significa que o idoso vai se tornando cada vez menos capaz de entender o que se passa ao seu redor, tornando-os mais ansiosos e agressivos. Já não conseguem orientar-se no tempo e no espaço, perdem-se facilmente e passam por grandes confusões, podendo não reconhecer as pessoas mais próximas.
Os sintomas da demência senil são muito variados, a depender da causa e podem até demorar anos para se manifestarem. Os sintomas mais comuns são os seguintes:
- Perda da memória, confusão e desorientação;- Dificuldade em…

Hipertensão resistente X refratária

Imagem
O termo hipertensão arterial sistêmica (HAS) resistente é usado desde o início da década de 60 para identificar pacientes com dificuldade para tratar hipertensão. Atualmente o termo tem sido utilizado para definir a falência do controle pressórico apesar do uso de ≥ 3 agentes anti-hipertensivos de diferentes classes, incluindo um diurético. Em 2008, a AHA estendeu a definição a pacientes cuja PA não está controlada com 3 medicações, mas controlada com ≥ 4 drogas, definido assim como sendo HAS resistente controlada. Frequentemente, o termo hipertensão refratária tem sido usado de forma semelhante à HAS resistente referindo-se a pacientes com dificuldade para tratar a hipertensão. Alguns centros utilizam o termo aparente HAS resistente baseado no número de medicações sem levar em consideração causas comuns de pseudoresistência como medida inadequada da PA, HAS do jaleco branco e má aderência.Recentemente, o termo HAS refratária vem sendo utilizado em um pequeno grupo de pacientes que sã…

Síndrome eosinofílica idiopática 

Imagem
A síndrome hipereosinofílica idiopática é um distúrbio incomum no qual o número de eosinófilos aumenta para mais de 1.500 células por microlitro de sangue por mais de seis meses sem causa evidente.Pessoas de qualquer idade podem desenvolver síndrome hipereosinofílica idiopática, mas ela é mais comum em homens com mais de cinquenta anos de idade. O número elevado de eosinófilos pode danificar o coração, os pulmões, o fígado, a pele e o sistema nervoso. O coração, por exemplo, pode se inflamar em um quadro clínico chamado endocardite de Löffler, que leva à formação de coágulos sanguíneos, insuficiência cardíaca, infartos do miocárdio ou mau funcionamento das válvulas cardíacas.Os sintomas podem incluir perda de peso, febres, suores noturnos, fadiga, tosse, dor no peito, inchaço, dor de estômago, erupções cutâneas, dor, fraqueza, confusão e coma.Alguns sintomas adicionais dessa síndrome dependem de quais órgãos são danificados. Suspeita-se dessa síndrome quando exames de sangue repetidos…

O luto e as suas fases

Imagem
O luto é um conjunto de reações fisiológicas e emocionais à uma perda significativa, geralmente a morte de um ser querido, mas que também pode ser reação à perda de outra pessoa, animal, fase da vida, status social, objeto de estimação, etc. Um grupo social, um povo ou um país também pode entrar em luto, sendo comum a decretação de luto oficial em diversos países.

Quanto maior o apego ao objeto perdido, maior o sofrimento e as manifestações do luto. O fenômeno do luto sofre uma grande influência do meio e, por isso, tem diferentes formas de expressão em culturas distintas.

Quais são as expressões do luto?

Em termos subjetivos, o luto habitualmente causa uma profusão de emoções dirigidas aos mais diversos alvos: raiva, tristeza, alívio, culpa, medo, impotência, revolta. Num sentido objetivo, normalmente, as pessoas procuram manifestar umas às outras o fato de estarem sentindo pesar (luto) por alguma perda e costumam fazer isso através das cores ou de algum ato simbólico.

O luto pode se…